Monthly Archives: July 2008

Fundos de Venture Capital Privado e Público.

Paper do NBER (National Bureau of Economic Research) comparando a performance de venture capital privado e público. As análises anteriores focavam somente no retorno para o investidor. Nesta análise foi incluido parâmetros como probabilidade e tamanho da oferta pública de ações ou fusão e aquisição, e inovação usando como proxy o número de patentes.

Os dados foram coletados no Canadá. Eles atribuem a diferença da performance ao processo de seleção e critérios entre os fundos privados e os que tem apoio público.

http://www.nber.org/papers/w14029

Elevator pitch na Noruega em 1890

Nansen Elevator PitchElevator Pitch é a idéia de apresentar o seu produto, idéia, conceito em uma viagem de elevador. Imagine que você encontrou com a pessoa mais importante para o seu projeto (pessoal ou profisional) no elevador. O que você diria nos 30 segundos? Como convencê-la a prolongar a conversa? Como você conseguiria resumir a sua idéia em um discurso conciso e contudente?

Em 1890, Fridtjof Nansen, um cientista que se tornou explorador e depois diplomata (O passaporte Nansen para refugiados de guerra tem este nome por causa dele. Ele também ganhou o Nobel da Paz em 1922. Vá no link e leia a biografia) vendeu a idéia de uma expedição para a Academia Norueguesa de Ciência. Um projeto que iria construir um barco formidável com o nome de Fram. Considerado o mais resistente barco de madeira já construido. Foi feito para ser congelado na calota polar, acomodando 12 pessoas durante 5 anos. (isso muito antes de Amyr Klink….). O Fram realizou 3 viagens para os polos e hoje tem um museu somente para ele (Fram Museum) em Oslo, capital da Noruega.

Clique na foto e veja como Nansen convenceu a Academia Norueguesa de Ciência. “My plan in short is: …”

Bola pra frente…

  • Prefeito de Ubaitaba tem prisão preventiva declarada na sexta do terror do TJ baiano. (aqui)
  • Cacciola tem aprovação da extradição para o Brasil. (aqui)

Acabar com a impunidade é o primeiro passo para melhorar o nosso país. Na minha opinião nada é mais importante do que isso. Nem mesmo educação. Se resolvermos a impunidade de forma ampla, as outras coisas melhoram sensivelmente.

Bola pra frente…