Elevator pitch na Noruega em 1890

Nansen Elevator PitchElevator Pitch é a idéia de apresentar o seu produto, idéia, conceito em uma viagem de elevador. Imagine que você encontrou com a pessoa mais importante para o seu projeto (pessoal ou profisional) no elevador. O que você diria nos 30 segundos? Como convencê-la a prolongar a conversa? Como você conseguiria resumir a sua idéia em um discurso conciso e contudente?

Em 1890, Fridtjof Nansen, um cientista que se tornou explorador e depois diplomata (O passaporte Nansen para refugiados de guerra tem este nome por causa dele. Ele também ganhou o Nobel da Paz em 1922. Vá no link e leia a biografia) vendeu a idéia de uma expedição para a Academia Norueguesa de Ciência. Um projeto que iria construir um barco formidável com o nome de Fram. Considerado o mais resistente barco de madeira já construido. Foi feito para ser congelado na calota polar, acomodando 12 pessoas durante 5 anos. (isso muito antes de Amyr Klink….). O Fram realizou 3 viagens para os polos e hoje tem um museu somente para ele (Fram Museum) em Oslo, capital da Noruega.

Clique na foto e veja como Nansen convenceu a Academia Norueguesa de Ciência. “My plan in short is: …”

One thought on “Elevator pitch na Noruega em 1890

  1. Fialho

    Sei que não é este o intuito do blog de Camilo, talvez alguem consiga fazer um paralelo entre habilidades e personalidades…

    Historicamente os noruegueses são os que tem mais “títulos” na exploração polar. Nansen inspirou Amundsen, outro norueguês. A disputa pelo pólo sul matou o mal preparado, porém muito bem financiado, Scott. Scott morreu porque sua tripulação, que entendia o ego do capitão, não permitiu que nem Amundsen nem Shackleton fossem busca-lo a poucos quilômetros de onde estava o navio.

    Porém não foi apenas Scott que morreu por seu ego. O próprio Amundsen também. Quando resolveu dizer que poderia salvar o humilde Nobile que havia feito um vôo em dirigível sobre o pólo norte. Morreu Amundsen e Nobile foi resgatado por outros.

    Posso dizer que o único que não morreu por seu próprio ego, além de Nansen, foi Shackleton. Que depois de mais de 15 meses preso no gelo antártico não havia perdido um só dos seus 22 homens.

Comments are closed.